O vocalista Sammy Hagar, ex-Van Halen, foi criticado após fazer uma publicação nas redes sociais na noite desta quarta-feira (7). O cantor anunciou uma transmissão ao vivo de um evento de aniversário um dia após a morte do guitarrista Eddie Van Halen, seu parceiro por anos - e o texto usado gerou ainda mais estranheza entre os fãs.

A publicação confirmou que, em 2020, a tradicional Birthday Bash de Sammy Hagar será realizada com transmissão online, devido à pandemia do novo coronavírus. O evento terá exibição na web, por meio do site Nugs.Net, no próximo dia 17 de outubro, um sábado.

Além de ter anunciado o evento apenas um dia após da morte de Eddie Van HalenSammy Hagar foi alvo de críticas por utilizar a frase "have you heard the news?" (algo como "você ouviu as notícias?") logo no início do texto de divulgação. Muitos fãs associaram o início do post ao falecimento do guitarrista e se chatearam quando notaram que, na verdade, Hagar estava abordando outro assunto.

"Mau momento", disse um internauta. "Não agora, Sammy... ainda não", afirmou outro. "Talvez daqui 24 horas teria sido melhor", declarou um terceiro. "Uau... esse post sendo que o cadáver de Eddie nem está frio ainda. Muito baixo. Estou desapontado", opinou mais um.

Em meio às críticas, houve, também, quem defendesse Sammy Hagar. "Sam, estou certo de que isso já estava marcado há tempos e não dá para adiar. Deve ser muito difícil para você. Lamento pela perda de seu amigo e sei que você irá honrá-lo", declarou um fã. "Deem um tempo para Sammy, pessoal. Esse evento está chegando, a maior parte dos eventos precisam de meses para serem divulgados. Sim, é triste que tenhamos perdido Ed ontem, mas nós o homenageamos e precisamos seguir em frente", afirmou o vocalista Jeff Scott Soto, do Sons of Apollo.

A frase "have you heard the news?" (algo como "você ouviu as notícias?") logo ao início do texto foi removida da postagem. O anúncio segue no ar. Confira a seguir.


Em nota enviada ao radialista Howard Stern, Sammy Hagar revelou que havia feito as pazes com Eddie Van Halen no início deste ano. Os dois voltaram a conversar e mantiveram contato até a saúde do guitarrista piorar.

"Eddie e eu estávamos trocando mensagens de texto e foi uma festa de amor desde que começamos a nos comunicar, no início deste ano. Concordamos em não contar a ninguém, por causa de todos os rumores de que haveria uma reunião, etc, e nós dois sabíamos que isso não iria acontecer", disse o cantor, inicialmente, conforme transcrito pelo Blabbermouth.

Sammy revelou que não recebia mais mensagens de Eddie há cerca de um mês. "Ele parou de responder há um mês e percebi que não estava tudo bem. Tentei conversar com ele mais uma vez na semana passada e, quando ele não respondeu, achei que era uma questão de tempo. Mas aconteceu cedo demais", afirmou.

Hagar fez parte do Van Halen entre 1985 e 1996 e de 2003 a 2005. As duas ocasiões em que saiu da banda foram bastante tumultuadas - na segunda, inclusive, ele saiu do grupo junto do baixista Michael Anthony, que teria sido dispensado após décadas na formação para que o posto fosse assumido por Wolfgang, filho de Eddie.

Nos últimos anos, o vocalista adotava diferentes posicionamentos em entrevistas - ora pedia por uma reunião, para uma turnê final; ora fazia críticas a Eddie e ao Van Halen como um todo. Em declarações mais recentes, ele sugeriu uma volta à banda para uma tour, ao lado de David Lee Roth.

"Se quiserem reunir, só ligar para Dave, ou ligar para Sammy. Não estou prevendo que isso vai acontecer, mas te digo: se voltar a ter show nesse ano, o Van Halen voltará a excursionar em 2021. Se Dave quiser fazer uma turnê comigo, podemos fazer isso, mas é claro que ele não vai querer. Só queria sair por aí apresentando o melhor do Van Hagar e ele, o melhor da era dele. [...] Sei que Eddie e eu não terminamos. Se a água correr o suficiente por baixo da ponte antes de morrermos, vai acontecer (uma reunião). Tem que acontecer. Deus vai nos dar uns tabefes se for preciso", afirmou Hagar, em maio de 2020, quando já havia retomado contato com Eddie.