O trabalho de estúdio mais novo do Iron Maiden é Senjutsu, que fora lançado no mês passado via BMG. O disco está disponível em vários formatos como 2CD Digipak, Deluxe 2CD Book, 3LP de 180g, Super Deluxe Boxset, com CD, Blu-Ray e memorabilia exclusiva e digital.

O novo trabalho do grupo, que conta com 82 minutos de música, sendo assim, um trabalho duplo como o já citado The Book Of Souls, contou com a produção de Kevin Shirley, já a capa foi concebida por Mark Wilkinson (Judas Priest, Marillion).

Em recente entrevista à revista britânica Metal Hammer, o ilustrador Mark Wilkinson (Judas Priest, Marillion) falou sobre a criação da capa do álbum – com transcrição do RockBizz – que traz o lendário mascote Eddie como samurai.

Metal Hammer: Qual foi o seu ‘briefing’ para o trabalho em Senjutsu? 

Mark Wilkinson: “O empresário do Iron Maiden [Rod Smallwood] me mandou o título e um painel semântico. Depois, ele me enviou algumas imagens de guerreiros samurais e algumas criaturas da mitologia japonesa como demônios e ogros, além de imagens de máscaras de kabuki, tatuagens e fontes d’ água em formato de dragões. Ou seja, eu tive todo esse material como fonte de criação”.

Metal Hammer: Como você se sentiu tendo a obrigação de criar o novo Eddie?

Wilkinson: “Eu sabia que encontraria dificuldade em colocar o Eddie dentro da armadura de samurai. As altas patentes de guerreiros tinham várias camadas de armadura para protegê-los na hora do combate. E eu não visualizava como uma armadura dessa se encaixaria numa figura esquelética como o Eddie. Ele não poderia ficar com o visual bobo.

Além disso, tive resistência também ao capacete tradicional dos samurais, já que cobriria muitos detalhes da pintura vermelha em seu rosto, então, fiz um esboço do Eddie mesclando algumas ideias de um capacete oval e fukigaeshi, depois adicionei uma indumentária de couro”.

 Metal Hammer: Quais foram os desafios para criar o rosto do Eddie? 

Wilkinson: “Eu comecei a trabalhar na parte da frente, porque os detalhes acabam surgindo dos sombreados, mas acabei tendo dificuldade de visualizá-lo de lado. Pedi ajuda ao meu amigo, Michael Knowland, que é um artista brilhante e faz incríveis trabalhos em 3D. Ele me ajudou a visualizar os detalhes da cabeça do Eddie. Mike fez uma escultura da cabeça, capacete e dos ombros dele, assim , eu pude trabalhar em cada detalhe e no sombreamento. Desta forma, a gente pôde ter os detalhes e manter a ferocidade do Eddie.

Metal Hammer: O que Steve Harris [líder e baixista do Iron Maiden] achou do trabalho?

Wilkinson: “Ele curtiu duas ilustrações, com isso, sugeriu que a capa fosse dupla. Eddie é uma figura mitológica, então, achamos melhor representá-lo como um oni [demônio da mitologia japonesa] e um guerreiro samurai pronto para batalha, o que foi perfeito”.

O Iron Maiden faturou a terceira posição da ‘Billboard 200 Albums’ com Senjutsu. Até então, a melhor posição da banda fora o quarto lugar com os álbuns The Book Of Souls (2015) e The Final Frontier (2010). Vale destacar que o disco é o 15º disco do grupo a entrar no top 40 – o primeiro foi The Number Of The Beast, em 1982 -, sendo que quatro alcançaram o top 10.

Em sua primeira semana, o álbum alcançou a marca de 64 mil cópias vendidas, sendo que 61 mil foram em unidades físicas (CD, Vinil, Box) e as outras 3 mil foram em streaming. A banda obteve 3,57 milhões de streams do disco, onde cada 1,5 mil streams conta como um álbum vendido.

Senjutsu também atingiu a segunda posição na categoria de álbum de hard rock mais vendido nos Estados Unidos em 2021. O disco só ficou atrás de Medicine at Midnight, do Foo Fighters, que bateu a marca de 70 mil cópias vendidas em sua primeira semana de lançamento, sendo 64 mil em unidades físicas como CDs e LPs.

Reino Unido

Em sua terra natal, o Iron Maiden também fez bonito, vendendo 44 mil cópias do trabalho, registrando, desse total, 88% (algo em torno de 38,7 mil) em unidades físicas e os outros 12% (cerca de 5,3 mil) restantes em streaming. No Reino Unido, mil streams equivalem a uma unidade vendida, então, a banda conseguiu até o momento 5,3 milhões de plays virtuais no álbum.

Track listing de Senjutsu:

1. Senjutsu (Smith/Harris) 8:20
2. Stratego (Gers/Harris) 4:59
3. The Writing On The Wall (Smith/Dickinson) 6:13
4. Lost In A Lost World (Harris) 9:31
5. Days Of Future Past (Smith/Dickinson) 4:03
6. The Time Machine (Gers/Harris) 7:09
7. Darkest Hour (Smith/Dickinson) 7:20
8. Death Of The Celts (Harris) 10:20
9. The Parchment (Harris) 12:39
10. Hell On Earth (Harris) 11:19